Terapeuta e mentora: como faço isso ?

Descobri, há alguns anos, um dos meus maiores talentos:  ver os talentos das pessoas.  Dentro de mim, sempre havia clareza sobre o que uma pessoa poderia fazer de melhor, não importasse o que eu sentisse ou pensasse sobre ela. Atualmente, este talento está intimamente ligado com o meu trabalho de mentora, que sempre é incluído no processo de atendimento dos meus clientes.

60071479 - confused businessman standing on crossroads and choosing way. choice, opportunity, confusion, career, decision and solution concept. eps 8 vector illustration, no transparency

O processo de mentoring envolve as motivações mais profundas das pessoas. Mentoring não é dar simples conselhos e, sim, apontar caminhos, orientar, fazer pensar, abrir alternativas, elevar o ser humano, não importando a situação que ele esteja vivendo ou a forma como ele se vê.

Através do meu trabalho de mentoring, deixo minha intuição e sabedoria de vida fluírem para propiciar a ativação do imenso potencial e possibilidades da pessoa que buscou o meu apoio.  Assim, me sinto transferindo sabedoria que poderá contribuir com a construção de projetos de vida ou profissionais mais satisfatórios para os meus clientes.

Mas como é possível eu transferir sabedoria?  Desejando o bem das pessoas com o coração! Isso  produz  muito resultado positivo, mesmo nas situações mais negativas. Acreditar, de coração, que as pessoas têm um potencial é o que me faz uma mentora em meu trabalho de terapeuta.

A minha escola de vida é a base do meu trabalho como mentora.  Estou falando aqui não da sabedoria ligada a conhecimentos teóricos, técnicas, habilidades, competências.  Estou falando da intenção e da linguagem do coração que, hoje, sou capaz de expressar.  E que expressarei cada vez mais.

Poder auxiliar meus clientes nos processos mais complexos de suas vidas e num clima onde me sinto com liberdade para ser quem eu sou e oferecer o melhor de mim, naquele momento, cria um sintonia que permite que as minhas palavras sejam consequência de algo maior que quero oferecer e transmitir.

Penso que todos nós já somos muito bons em muitas coisas, só que não enxergamos ainda ou demoramos para enxergar.  E, por isso, perdemos muito tempo querendo encontrar as respostas fora de nós mesmos.

Me sinto abençoada por ser uma terapeuta mentora.  Porque, independente de ser a minha atual profissão, me sinto servindo as pessoas.  Com a minha força mental e intenções crio campos tensoriais favoráveis para o despertar do cliente.  Sou apenas um instrumento do Universo.  Não vou gerar resultados ou atender expectativas.  Apenas vou contribuir com o cliente, sem necessariamente ele perceber ou reconhecer essa ajuda.

Parece ilógico? Não, pois como mentora, sou uma atora no palco da complexidade humana para servir, sem pretensões. Como mentora, eu dou de mim.  Sem expectativas ou motivações extrínsecas.

Ser mentora é fazer a diferença na vida das pessoas.  Assim como elas fazem na minha.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s