A importância da mente e da consciência ampliada no processo de cura

Todos nós podemos ter maus e bons dias e, inevitavelmente, fases difíceis, que fazem parte das adversidades da vida.  E assim, nos deparamos com ansiedade, depressão, melancolia e todos os tipos de angústias…coração apertado! E o que a nossa mente tem a ver com isso?

Além das adversidades naturais da vida como mortes, separações, frustrações, perdas financeiras, estamos intoxicados de informações que, muitas vezes, temos dificuldade de discernir sobre o que considerar como realmente válido para melhorar ou transformar a nossa vida.  Esse mar de informações e dados que, por meio dos veículos de comunicação e redes sociais, invadi nossa realidade todos os dias e contribui para tornar a nossa mente cada vez mais acelerada, pois essas informações juntam-se ao próprio universo complexo da nossa mente.  E então, esse caos instaurado estimula muitas das doenças e desequilíbrios.

A questão-chave é: o quanto queremos, de verdade, aprender a usar a nossa mente para enfraquecer o que destrói a nossa vitalidade?

Para isso, aprender a mudar os nossos hábitos de dor e sofrimento para novos hábitos com orientação positiva para as nossas vidas é fundamental, para vivermos com um sentimento de plenitude.   

  • O quanto temos discernimento para avaliar o que, realmente, nos serve positivamente daquilo que criamos com nossas mentes e que recebemos em nossas mentes?
  • O quanto temos de consciência sobre as escolhas que fazemos no nosso dia a dia e, até mesmo, em situações extraordinárias?
  • Com que frequência nos perguntamos o que está por trás de todo o sistema ao qual nos submetemos em nome da “sobrevivência”?
  • O quanto acessamos e usamos o poder de escolha que temos dentro de nós?

Estamos no planeta Terra, vivendo a terceira dimensão que é dual, ou seja, binária.  Tudo é dois:  dia e noite, amor ou ódio, escuro ou claro, sistema simpático ou parassimpático, o bem e o mal.  Ao mesmo tempo, quando experimentamos ir além dos nossos 5 sentidos, em uma meditação, por exemplo, ao desacelerarmos nossa mente podemos acessar a quarta dimensão, com novas sensações, experiências e sentimentos.

Então, compreender as nossas mentes e cérebros é essencial na nossa jornada da ampliação de consciência.  Para isso, precisamos estar dispostos e com coragem para mergulhar nos nossos desequilíbrios e compreendermos e aceitarmos como chegamos até eles.  Iss implica reconhecer e acolher as escolhas boas ou más que fizemos.

Chegou a hora de aprendermos a enfraquecer tudo o que nos enfraquece, inclusive os nossos padrões, condicionamentos, certezas, convicções mentais.  Reformar a nossa mente é um caminho para o nosso bem individual e coletivo.

Ouse desafiar sua mente para agir diferente na sua forma de se perceber e se cuidar.  Busque vivenciar tudo que lhe ajude a compreender e controlar a sua mente para descobrir quem você verdadeiramente e o que verdadeiramente quer para a sua vida e para a humanidade.

A escritora Clarice Lispector (1920-1977) certa vez afirmou: “Ser feliz é uma responsabilidade muito grande. Pouca gente tem coragem.”

Esse alerta ainda vale para nossos dias e, ao mesmo tempo, cada vez mais pessoas estão despertando seus corações para conquistar, corajosamente, a felicidade.      

E, que bom existirem tantas opções de imersões, tratamentos e terapias integrativas e complementares para nos apoiar nessa jornada individual e coletiva!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s