O encanto e a beleza das essências vibracionais Ararêtama

Apesar de todo o seu desmatamento (mais de 90%!), a Mata Atlântica continua sendo uma das maiores biodiversidades do Planeta Terra e de algumas das maravilhosas formas de vida desse ecossistema que provem as energias inspiradas e inseridas nas essências que compõem o sistema de essências vibracionais Ararêtama.

Ararêtama chegou a mim em novembro de 2018, quando tive a oportunidade de ouvir e aprender com a sua criadora e canalizadora, Sandra Epstein, que por meio de um processo vivido os produz há mais de 20 anos.  O principal indicador de que o sistema Ararêtama seria incorporado ao meu trabalho de terapeuta floral foi a imediata e profunda alegria de alma que senti.

O que me encantou de imediato foi compreender como as qualidades ambientais do ecossistema da Mata Atlântica são também preciosas para atuar no processo de cura dos nossos corpos sutis, contribuindo valiosamente com a nossa consciência interior e conexão com a Terra.  A Mata Atlântica é um patrimônio ambiental de toda a humanidade, pois contém mais bactérias, fungos microscópicos, protozoários e algas do que qualquer área equivalente de solo europeu ou norte-americano, significando uma valiosíssima contribuição à medicina, agricultura, indústria e equilíbrio biológico do planeta.

Outro aspecto do sistema  Ararêtama que aprecio muito é o convite que nos faz para assumir uma jornada de autocura, tomando essências vibracionais com autoconsciência e propósito, pois este princípio está contido na essência do meu trabalho de terapeuta:  encorajar meus clientes a se libertarem do condicionamento de submissão a profissionais de saúde e assumirem-se como protagonistas de sua própria saúde, de seus caminhos de vida.

Muitas vezes, adormecidos, não nos damos conta de que muitos problemas e bloqueios em nossas vidas são decorrentes da nossa incapacidade de acessar recursos interiores para lidarmos e enfrentarmos todos os desafios do nosso trabalho interior, que envolvem a nossa vontade real de descobrir a nossa verdadeira origem (quem somos em essência), nutrirmos nossa alma, nos energizarmos a cada dia, nos movermos para realizarmos o que nos propomos, nos relacionarmos conosco e com os outros, vivermos o presente, nos libertarmos do passado, de pesos inúteis, da vitimização, do medo da expansão e do novo, de acessar a nossa sabedoria, de reconhecermos e vivermos a nossa verdade interior, de conseguirmos nos manter abertos à vida, sem nos fragilizarmos e nos machucarmos.

O sistema vibracional Ararêtama pode tanto nos ajudar nesses desafios como também nos fortificar naquilo que já temos mais destreza; naquilo em que sentimos que estamos em maior equilíbrio, satisfeitos em nossas vidas, dando vazão aos nossos potenciais criativos latentes.

Ao usar as essências Ararêtama, apenas nesses primeiros meses de trabalho comigo mesma e com os meus clientes,  já tenho constatado efeitos muito benéficos para lidar com questões como pensamentos e emoções obsessivas, resistências, inflexibilidade, sensação de abandono que causa tristeza,  ansiedade, medo de iniciar novos ciclos, sentimento de desproteção, dificuldade em perceber suas limitações e como trabalhá-las.  Imagino o quanto descobrirei e aprenderei vivenciando e tralhando com o Sistema Ararêtama!

O sistema de essências vibracionais Ararêtama está ligado a um agrupamento de campos energéticos, representado fisicamente pelo ecossistema da Mata Atlântica e participa, com suas essências relacionadas aos graus de evolução, do trabalho de despertar a consciência, ressoando em harmonia com a rede universal de energia, lembrando que o cosmo é como uma “teia de inter-relações eletromagnéticas e movimento quântico” (subatômico).

Eles contribuem para que possamos nos conectar com a nossa essência por meio do amor, da abundância, do sentido da vida. São 35 essências de árvores, flores, bromeliáceas, raízes, plantas, cogumelos, fungos, seivas, líquens, cristais vegetais e minerais, ambientes naturais, que são canais de uma “rede original” que nos nutre o tempo todo e, ainda mais, quando aprendemos a acessá-la por meio dos avanços que sentimos no coração, persistindo no nosso trabalho interior.

A produção das essências Ararêtama envolve várias esferas de compreensão, não se limitando a um processo de produção e ,sim, abrangendo dimensões mais sutis.   Sinto-me abençoada por me sentir parte dessa egrégora e ainda contar com mais um recurso valiosíssimo para desenvolver o meu trabalho de terapeuta e de cumprir a minha missão de vida.

Referência bibliográfica:  Essências Vibracionais da Mata Atlântica – A Jornada da Consciência Desperta, Sandra Epstein, Triom, 2ª edição, São Paulo, 2011.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s